Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
Contramão (Marcelo Biar)


Gabriela e meus camaradas!

          Sempre que posso assisto a nova versão da novela Gabriela. Confesso que não gostei de vários aspectos. Mas sempre que posso, assisto. Fiquei pensando porque o fazia se não gostava. Talvez pela trilha que é maravilhosa. Sim, o Wilker está muito bem. O texto ta fraco mas não consegue derrubar o argumento que é irretocável. Talvez mesmo, nem seja nada tão ruim, mas é natural idealizar o passado e a primeira impressão e, portanto, dizer que gosta mais da outra gravação. Mas não é nada disso. É saudade dos machistas e coronéis do início do século XX. Como é inocente ver o Coronel Jesuíno matar a mulher e depois chorar. Sim, machista. Assassino. Ok, mas antes de mais nada uma vítima também de seu tempo. Ele só sabia amar assim. E o Coronel Raimundo? Manda em tudo como uma criança. Manda matar. Assassino, sim! Mas não entende relações mais complexas do que aquelas. Não há subjetividade para ele.

          Na verdade minha saudade não é de machistas nem coronéis. Ela é de um tempo onde as coisas eram mais diretas e assumidas. Duro é viver hoje, o tempo em que se critica o Coronel Jesuíno sem perceber que a cada 5 minutos uma mulher é agredida. Sem perceber de que forma, em pleno século XXI, elas ainda continuam subalternizadas em anúncios de cerveja, por exemplo. O Boa, venha que quero lhe usar!. Triste mesmo é ver os coronéis urbanos e pós modernos montarem suas perpetuações políticas através de regiões administrativas e subprefeituras que, apoiados na desarticulação política dos movimentos sociais, se transformaram em feudos  que atuam sobre as massas bestializadas. Isso sem falar no poder hereditário. Ou ninguém percebeu o número de candidatos filhos... de seus pais políticos. Pessoas que mal completaram sua maioridade e, ainda levados pelas mãos de seus pais, ocuparão cargos públicos (quase privados).

          Enquanto isso a dita esquerda se encanta com Mundinho Falcão que, longe de romper com isso, é a modernidade do mesmo.

          Que saudade de Gabriela. Mas que saudade também de meus camaradas!

 

LADO B→ Ta, não é muito original, mas é bom demais...rs TEMA PARA GABRIELA, de TOM JOBIM.  Completo!!!

http://www.youtube.com/watch?v=U_BCJY36ILg



Escrito por Marcelo Biar às 15h14
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]