Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
Contramão (Marcelo Biar)


Covardia, injustiça e outras coisas do outro mundo

          Nunca fui ligado a questões extraterrestres. Mas hoje acordei pensando em como seria se  E.T.s chegassem ao Rio de Janeiro no domingo, ontem, dia 25/11. Em seu primeiro passeio de reconhecimento pela cidade veriam cartazes enormes convocando o povo a se manifestar contra a injustiça e covardia que estão fazendo com esse estado. Hum... isso é bom, pensariam os pequenos visitantes. Ficariam mais empolgados se soubessem que quem mobiliza para o evento é o governador. Pesariam então... Eis aí um legítimo representante popular. Um líder. Eis aí uma democracia. O problema é que E.T.s, sei disso, tem uma capacidade grande de assimilação de informações e reflexão. Logo saberiam que a manifestação se dá por uma mudança na distribuição dos royalts do petróleo que, pela constituição brasileira, por se tratar de riqueza do subsolo, é da nação e não de estados. Descobririam que quem explora o petróleo é uma empresa federal, surgida na década de 1950, sob o slogan, O PETRÓLEO é nosso. Sim, NOSSO quer dizer dos brasileiros. Concluiriam que a riqueza federal deve ser usada para toda a federação e não para um estado.Para acabar com as diferenças e não concentrar riquezas e alimentar desigualdades. Buscando descansar, mudariam o foco de sua pesquisa.

          Uma leitura rápida em jornais passados (eles tem chips com todas as informações) mostraria que esse mesmo governador que convoca a manifestação tem se notabilizado por reprimir manifestações como a que foi feita recentemente em protesto a construção de um resort em área de preservação ambiental. Ele também mantém professores de sua rede de ensino com ganhos iniciais pouco maior que o salário mínimo, nesses seis anos de mandato em que tem recebido os royalts na íntegra. Veriam que o governador ameaça não realizar as obras para a Copa do Mundo e Olimpíadas e ficariam muito confusos pensando, afinal, porque ele fala isso se as verbas para tal são federais. Nada como se informar. Em seguida veriam que ele fará as obras da Copa sim, afinal, como ficariam seus amigos empreiteiros.

          Fico imaginando a revolta tomando os E.T.s.  Movidos por uma legítima revolta logo  pensariam em organizar uma verdadeira manifestação contra a verdadeira injustiça e covardia. Mas E.T.S sabem que cada povo deve resolver suas questões. Aí, creio, eles entrariam na sua nave e iriam embora. Acho que pelo tempo, partiriam já no dia 26/11. Sobrevoando o centro do Rio de Janeiro veriam os manifestantes cercados pela polícia e pelo governador. Lá de baixo os manifestantes achariam que estavam juntos contra a covardia. É, do alto se enxerga melhor. 



Escrito por Marcelo Biar às 10h39
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]